Anuncie aqui!
COTIDIANOCURTINHASDIVERSOSPOLÍCIA
Tendência

MT: Suspeito de matar ex-namorada a facadas ligou para a mãe para confessar crime

O suspeito de ter assassinado a facadas Fátima Ferreira do Nascimento, de 36 anos, teria ligado para a mãe e dito que havia acabado de matar a ex-namorada. Ele foi preso pela Polícia Civil na quarta-feira (09) no estado de Goiás tentando fugir para o Maranhão.

A  vítima foi encontrada morta na casa onde mora, no bairro Luz do Sol, com diversas perfurações de arma cortante, na manhã de segunda-feira (7). Ao serem informados sobre o homicídio, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres  abriu um inquérito para apurar o crime.

A Polícia Civil reuniu diversas informações durante as diligências que embasaram a representação à Justiça pela prisão preventiva do suspeito.

Em troca de informações entre a Polícia Civil em Cáceres e as polícias Civil e Militar de Goiás foi possível chegar à localização do suspeito, que foi encontrado quando tentava embarcar na rodoviária da cidade de Rio Verde em direção ao estado do Maranhão.  Ele foi preso por uma equipe da Polícia Militar e depois conduzido à delegacia da Polícia Civil de Rio Verde.

Fátima Ferreira teve um relacionamento por um ano com o suspeito e estavam separados há um mês, contudo, o homem não aceitava o fim da relação.

Conforme apuração realizada pela DEDM de Cáceres, o suspeito tem diversos registros por crimes relacionados à violência doméstica contra outras ex-companheiras e também uma condenação pela Comarca de Cáceres por estupro de vulnerável.

A delegada da DEDM de Cáceres, Judá Maali Marcondes, destaca o empenho das equipes policiais, do Judiciário e Ministério Público do município e a colaboração das forcas de segurança de Goiás que resultaram na localização do suspeito do feminicídio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte;hnt

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios