COTIDIANOCURTINHASDIVERSOSJUDICIÁRIOPOLÍTICA
Tendência

|Braço direito do Prefeito Emanuel|: Defesa tenta prisão domiciliar e juíza repassa processo a magistrado

O advogado Francisco Faiad, que patrocina a defesa do chefe de gabinete do prefeito afastado Emanuel Pinheiro (MDB), Antônio Monreal Neto, tentou converter a prisão provisória de seu cliente para domiciliar.

Contudo, a juíza plantonista Renata do Carmo, da 9ª Vara Criminal da Capital, apontou que a audiência de custódia realizada na tarde desta terça-feira (19) trata apenas da checagem dos critérios da prisão de Neto – que foi detido por tentar obstruir a investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Dessa forma, a magistrada encaminhou a ata da custódia ao desembargador Marcos Machado. Informações do Tribunal de Justiça de Mato Grosso apontam que Faiad apontou que encaminhará o pedido de prisão domiciliar a Machado.

De acordo com o advogado, na decisão do desembargador Luiz Ferreira da Silva, que culminou na detenção do chefe de gabinete, consta que Neto deve ficar isolado dos demais presos, o que não seria possível caso ele fosse encaminhado ao Centro de Custódia da Capital (CCC).

Faiad argumentou que o CCC tem 3 salas e, por conta disso, seria impossível seguir as determinações de que seu cliente não mantivesse contato com os demais presos. “Acrescentou que a apreensão do celular do custodiado, bem como a busca e apreensão em sua casa, foram realizadas”, apontou a comunicação da Justiça.

A prisão

A prisão do chefe de gabinete foi executada no âmbito da Operação Capistrum, deflagrada pelo Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), do Ministério Público, após determinação do desembargador Luiz Ferreira.

Com a deflagração da ação, o prefeito foi afastado de sua função pública, além de ter suas contas bloqueadas juntamente com a primeira-dama, Márcia Pinheiro, a secretaria adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos, Ivone de Souza, e o ex-coordenador de Pessoas, Ricardo Aparecido Ribeiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte;gazetadigital

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios