COTIDIANOCURTINHASDIVERSOSSAÚDE
Tendência

MT registra 3 mortes e 203 novos casos de covid-19

O número de mortes e de novos casos de covid-19 em Mato Grosso continua em queda. Nas últimas 24 horas, três pessoas morreram e 203 tiveram diagnóstico positivo para infecção pelo novo coronavírus. Os números desta sexta-feira, 19 de novembro, trazem alívio à sociedade, que tenta conciliar as medidas impostas pelo Poder Público à retomada das atividades, que agora já operam em ritmo quase normal. O alívio, porém, não pode dar margem para que a sociedade esqueça a devastação causada pelo vírus: até o momento, Mato Grosso já perdeu 13.980 pessoas e já acumula o total de 551.070 casos confirmados para a doença.

Atualmente, há 64 adultos internados em estado grave por complicações da doença. Destes, 52 estão em leitos pactuados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e 12 em unidades particulares. Ao todo, o Estado dispõe de 204 leitos exclusivos para pacientes covid-19. No atual cenário, a taxa de ocupação está em 28,89%, com 118 leitos disponíveis e 1 bloqueados.

O documento também aponta que não há crianças internadas em estado grave. A única unidade com leitos para atender esses pacientes é o Centro de Referência Covid-19 de Cuiabá, o antigo Pronto-Socorro Municipal.

Já em relação aos leitos de enfermaria, Mato Grosso possui 45 pessoas internadas, sendo 31 em leitos do SUS e 14 em hospitais particulares. Ao todo, o sistema possui 505 leitos públicos destinados exclusivamente a pacientes da pandemia.

Resumidamente, já são 535.563 pessoas recuperadas da doença, 1.023 estão em monitoramento, com 197 pacientes internados.

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte;estadãomt

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios