Anuncie aqui!
COTIDIANOCURTINHASDIVERSOSPOLÍCIA
Tendência

Dois mortos em confronto com o Bope eram do Nordeste e um de MT

Foram identificados três dos quatro criminosos mortos durante uma troca de tiros com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), na tarde de quinta-feira (10), em uma região de mata em Nova Bandeirantes (1.026 km de Cuiabá). Todos faziam parte do bando de assaltantes do novo cangaço. Dois deles eram assaltantes no Nordeste e outro morava em Alta Floresta (MT).

Os bandidos são apontados como integrantes de uma quadrilha que assaltou as cooperativas Sicredi e Sicoob, no último dia 4 no município.

Durante o assalto, as vítimas (clientes e funcionários) foram usadas pelo bando como escudo humano, modalidade conhecida como “novo cangaço”.

De acordo com a Polícia Militar, os assaltantes identificados são: Maciel Gomes de Oliveira, 37 anos, Romário de Oliveira Batista, de 35 e Luiz Miguel Melek, de 40 anos.

Ficha criminal

Maciel possui uma extensa ficha criminal com passagem por crimes de furto, por ilegal de arma e roubo, praticados em Pernambuco.

Lá, ele teria atuação em uma organização criminosa denominada Márcio ‘Gordo’, que atua em assaltos a bancos na região do Nordeste.

Romário tinha antecedentes na Bahia por furto e também por roubo no estado de Pernambuco. Conhecido pela alcunha de Romarinho, ele é natural do Piauí.

Já o Luiz Miguel natural de Missal, no Paraná, e era morador de Alta Floresta e não tinha ficha criminal.

O confronto

O confronto aconteceu quando os policiais da Força Tática, que viram uma caminhonete branca em fuga, dando início a uma perseguição. Uma equipe do Bope foi acionada para dar apoio.

Em determinado momento da fuga, os bandidos abandonaram a caminhonete e entraram na mata. Os militares perseguiram o grupo, que reagiu atirando os PMs.

Durante a troca de tiros 4 bandidos foram baleados. Eles chegaram a ser encaminhados ao hospital, mas não resistiram.

Um dos mortos ainda não teve a identidade confirmada. Com os mortos, a polícia apreendeu R$164.731,25, além de armas, munições e roupas camufladas.

Buscas continuam

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), as buscas, iniciadas há 6 dias, vão continuar até que todos os envolvidos no crime sejam capturados.

As informações são de que 14 bandidos participaram dos roubos as agências. Aquantia levada pelos bandidos ainda não foi divulgada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte;reportermt

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios