COTIDIANOCURTINHASDIVERSOSPOLÍCIA
Tendência

Motorista que atropelou guia em Chapada paga fiança e é solto pela Justiça

O juiz Ramon Fagundes Botelho, da Segunda Vara de Chapada dos Guimarães (70 km de Cuiabá), concedeu liberdade provisória a Ginseng Matheus Souza Silva, de 43 anos, depois de pagar cinco salários mínimos como fiança, ou seja, cerca de R$ 5,5 mil.

Ginseng foi preso no domingo (1º), horas depois de ter atropelado e matado, na noite de sábado (31), o guia de turismo Plínio Riuji, de 37 anos. Segundo a Polícia Civil, ele estava bêbado quando atingiu o guia, que estava de bicicleta, com seu Fiat Uno.

A audiência de custódia foi realizada na tarde desta terça-feira (3). De acordo com o juiz, além do motorista preencher todas as hipóteses necessárias para sua liberdade, não ficou comprovada a necessidade extrema da prisão do motorista.

“Não se pode olvidar, ainda, que a prisão antes do devido processo legal e do amplo contraditório somente se justifica em casos gravíssimos. A exceção refere-se aos agentes de notória periculosidade ou com propensão a agredir violentamente a ordem pública, situação esta não demonstrada nos autos”, anotou o juiz.

O magistrado ressaltou que Ginseng tem emprego, residência fixa, ensino superior completo e filhos. Por isso, ele determinou a liberdade, estabelecendo medidas cautelares como a obrigação de comparecer a todos os atos do processo, proibição de mudar de residência ou de viajar sem aviso prévio, pagamento de fiança e o uso da tornozeleira eletrônica.

O atropelamento

O acidente aconteceu na noite de sábado (31), na MT-251, estrada que liga Cuiabá ao município de Chapada dos Guimarães. A vítima pedalava em uma ciclovia que foi atingida pelo veículo Fiat Uno de Ginseng.

Após o acidente, equipes da Polícia Militar e Civil se mobilizaram para localizar o motorista, que fugiu do local. Quando foi preso, ele confessou o atropelamento e disse que escondeu o veículo em uma região de chácaras chamada Acorá, que fica a 30 km da cidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte;reportermt

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios